Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Texto I: Meras ilusões

Imagem
1º dia/noite:
Estávamos todos dentro de um ônibus, da cor azul meia-noite, sem janelas e portas, que subitamente estava viajando sem rumo. Não sabíamos onde, como e quando fomos parar lá. Só sabíamos que a cada curva que era feita, tentávamos nos segurar, mesmo que aparentemente nessa realidade, ele estivesse parado no tempo e espaço dessa dimensão. Conversávamos tranquilamente quando ela apareceu. Media um metro e sessenta, com seus cabelos e olhos castanho-escuros. Vestia-se com roupas das quais, eu não soube identificar, pela pouca luminosidade. Estava quieta de cabeça baixa quando resolveu se acolher num canto vazio do ônibus. Ela agia e se comunicava de uma maneira diferente, mas fomos todos contagiados de imediato, como se fôssemos enfeitiçados por alguma magia criptografada. Uma outra pessoa, de aparência fosca, pálida e alta, fez-se de ponte entre ela e nós, para traduzir o que era dito enquanto a acolhíamos em nossa deliciosa conversa.

←↓ In/Finito ↑→

Imagem
A sua - tola – intolerância... _oh, quanta prepotência! Tornou-se uma arrogância, camuflando a consciência.

Tan/gente

Imagem
Tangente; _amarelada sua corrente, _estilhaçada