14 de setembro de 2014

Eu confio, tu confia

Imagem da web

O prêmio da confiança
É na dura tempestade
Começando na infância
Para toda a eternidade

Criando elos amorosos
Unificando os corações
Tendo gestos honrosos
Durante muitas gerações

Pois, quão é gratificante
Ter alguém para confiar
E nossos segredos guardar

Gesto mais significante
As atitudes mostrarão
E para sempre guardarão

2 comentários:

  1. Tão delicada é a Confiança que se for quebrada, dificilmente poderá ser recuperada. Sempre oportuna a postagem sobre este tema,.
    Parabéns pelo belo Soneto.
    Um grande abraço, Sun!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada E.P.Gheramer pelo gentil comentário.
      Um abraço! :)

      Excluir