Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Corações unidos, tudo vencem

Imagem
Meu coração grita fortemente Que a felicidade nele habitou Chora alegrias constantemente Pois da solidão, você o libertou
Diz-me que chegou a sua hora Ao vento e às estrelas cantará Que a hora de ser feliz é agora E que esse sonho só começará
Do raiar do Sol à noite de luar Males teimarão em aparecer Mas unidos e fortes em amar Seja qual for o mau, vão vencer

Mãe

Imagem
Quando uma doce mulher Descobre um dia qualquer A emoção de estar grávida Ela então conhece a dádiva
Por nove meses segurar A criança que vai ensinar O que é Amor e bondade Selando a cumplicidade
Na família festa vai fazer E os valores irão crescer Felicidade vai completar
Cada degrau da subida A união será cumprida Do amor, sempre cuidar

Soneto dedicado à Camila Lorena e Seni Fernandes

O laço da Amizade

Dizem que amigos verdadeiros Tornam-se irmãos e parceiros São unidos em um só coração Selando com amor essa união
São cúmplices de uma lealdade Digna de respeito e dignidade Altas risadas são compartilhadas Para tristezas serem afastadas
Amigo é um tesouro selado Aos que sabem o significado Do Amor, respeito e confiança
Ricos em valores eles contém Sempre que selados, mantém Esse laço cheio de esperança

Sentidos

Meu olhar é direcionado a este céu Onde o vento sopra gritos levemente Sinto-me coberta com o incrível véu E guardo os sinais pacientemente
Palavras voam por entre os ouvidos Que atentos, admiram a paisagem Não querem que os belos escritos Percam-se da deslumbrante imagem
Recebo lindas mensagens variadas Cada uma com um toque encantador Com muita delicadeza são tratadas E em seu perfume eu sinto o frescor
Gritos ao vento nos ensinam muito Que as maiores riquezas dessa vida É amar, ser verdadeiro e honesto Para a dádiva sempre ser cumprida
Os alimentos ricos e fundamentais Estão presentes em cada observar Fortificam-nos nossos atos e mais Ajudam-nos ao amor, jamais matar

As horas

Imagem
Das horas tratam-se estas frases
A primeira abertura de seu olhar
Onde sinto que somos capazes
De criar as riquezas de se amar

Ao primeiro minuto do nascer
E o pulsar tranquilo do coração
Já posso sentir e vê-lo crescer
O laço unindo a nossa direção

No decorrer do nosso minuto
Passa-se aquela oportunidade
De sempre dar a cada segundo
A magia de ter a cumplicidade

Os milésimos dos segundos
Dizem que há cumplicidade
Dos nossos mais profundos
Sentimentos sem maldade

Nesses centésimos e tanto
Quero que saibas urgente
Que para o mundo eu canto
Que te amo magicamente

Mas não veja este ponteiro
Que o tempo quer mostrar
Pois, para mim, o dia inteiro
É pouco para eu te amar

Bom, das horas eu quis dizer
E o quão bom é você nelas
Pois o que tanto quero fazer
É te ver feliz sem olhar elas

Orgulho

Olha como acontece quando você escolhe O que te empobrece e depois lhe encolhe
Começa de pouquinho a juntar-lhe de entulho Ele vem de mansinho e seu nome é orgulho
Ele só quer te roubar para mais destruição Sua luz vai assassinar e apagar seu coração
Deixá-lo em ti habitar é uma escolha a fazer Mas se ele se instalar o roubo vai acontecer

Uma criança

Sejamos como uma criança de coração honesto e puro É rica e cheia de esperança de olhos abertos ao futuro
Seu lindo exemplo encanta do mal jamais deixar habitar Com sua inocência ela canta fazendo seu coração flutuar
Flutuar em um jardim florido onde o mau jamais dominará Caminha e seu belo sorriso com fé sempre se permitirá
Poder viver pacificamente espalhando a sua bondade Valor que indiscutivelmente ela carrega com humildade
Em comunhão plenamente vive em paz pelos templos Crianças assim certamente são os maiores exemplos